Como é ser médico em Portugal?

Titulo

Como é ser médico (a) em Portugal?

Colegas de profissão, para poder trabalhar aqui é necessário ter a equivalência (como explicado o passo a passo no Post 2). Com ela em mãos, iremos solicitar a inscrição na Ordem dos Médicos de Portugal (irei escrever sobre esse processo). Após poucos meses receberá uma das duas respostas:

– Exercício da profissão com autonomia (situação do meu esposo)

– Exercício da profissão sem autonomia (meu caso)

Fátima, qual a diferença?

  • Na primeira, o profissional se encontra apto para atuar no país como generalista. Porém prestem atenção que, grifei a palavra generalista. Aqui em Portugal, chegamos assim, podendo trabalhar apenas como clínico geral, não podemos dar plantão em emergência vermelha, CTI ou qualquer outro setor, nesses locais apenas os especialistas, não sendo a mesma bagunça do Brasil. Profissional em Portugal precisa ser qualificado para assumir determinado setor. Caso queira ser especialista cá, necessita revalidar a especialidade (explicação) ou fazer o internato (residência). Só existem essas formas.
  • Na segunda, o profissional precisa realizar o ano comum (parecido com nosso internato), após esse ano, terá uma prova e tudo correndo bem consegue autonomia. Deixando claro que nesse período o profissional não pode trabalhar, bem como não irá conseguir emprego.

 

Quanto ganha um médico generalista?

Antes de falar sobre valores, informo que apenas trabalhamos em postos de saúde, penitenciárias e urgências, mas nas urgências apenas pacientes classificados como azul, verde, amarelo (classificação de risco), nada além disso. Quando escrevo isso é apenas para exemplificar que nossa contratação é para esses atendimentos bem básicos, alguma complicação passamos para a medicina interna, por exemplo.

Dependendo do sítio escolhido para residir teremos, mais ou menos ofertas de trabalho. Podemos receber entre 16 até 27 euros por hora de trabalho (façam contas entre 19 e 21 euros), sendo esse valor bruto (post 9 – item IRS). Um especialista pode ganhar de 28 até 70 euros por hora de trabalho. Estou falando de valores pelo serviço público, não tenho idéia de valores praticados em hospitais privados, porém dizem pagar melhor.

Os locais de trabalho são distantes?

Na grande maioria sim. Dependendo da sua morada, pode levar até duas horas de carro.

Começo a trabalhar automaticamente?

Não! Para iniciar seu trabalho em Portugal, necessita de NIF, IBAN (conta bancária – como abrir?), abertura de atividade nas finanças, seguro social, seguro de trabalho, cédula profissional, comprovar morada, ter visto ou cartão cidadão. Com todos esses documentos em mãos, as empresas enviam para os hospitais analisarem seu curriculum.

Posso fazer uma pós-graduação para ser especialista?

Não existe pós-graduação para conseguir uma especialidade, existem cursos de pós-graduação, mas nenhum deles irá conferir especialidade.

Consigo abrir um consultório sem especialidade?

Não vejo possibilidade alguma. Muito provavelmente, para abrir um consultório você terá que comprovar requisitos básicos. Não faço idéia de como montar um consultório, bem como documentos solicitados.

Outro detalhe, sem provar ser especialista aqui, como vai conseguir inscrição nos seguros de saúde (planos de saúde)? Qual cidadão português irá confiar sua saúde num médico estrangeiro e sem especialidade reconhecida cá?

Como faço para revalidar minha especialidade?

Explicação no post 7.

Quanto tempo dura o internato (residência)?

12 meses (ano comum) + 6 anos (neurocirurgia e outras)

12 meses (ano comum) + 5 anos (cardiologia, anestesio, neurologia, radiologia etc.)

12 meses (ano comum) + 4 anos (medicina de família)

Consigo “pular” o ano comum tendo autonomia?

Não soube de nenhum caso. Esse ano meu esposo vai ao exame, quando tiver mais detalhes, escrevo sobre.

O ano comum é remunerado?

Sim! Valor de 1400 euros bruto.

Como funciona o pagamento?

Em Portugal recebemos por hora trabalhada, não se utiliza o termo plantão, chamamos de banco de horas, pois na verdade você monta o seu horário. Ex: Desejo entrar 10:00 e sair 14:00. Após montar e cumprir seu banco de horas no mês, vamos passar o recibo verde com o valor total das horas trabalhadas, até o dia 15 receberemos em conta o valor pelo mês trabalhado.

O médico é valorizado?

Sim! Aqui um médico é bastante valorizado e tem seu reconhecimento pela população.

Os hospitais são como no Brasil?

Não! Aqui você tem condições de trabalho, bem como protocolos. Também jamais terá uma fila de atendimento com 70 pacientes aguardando na tela, não vai assumir um plantão faltando insulina ou determinados exames. A medicina é muito mais organizada, não há comparação.

Fátima, você não tem autonomia, mas conseguiu trabalho?

Consegui emprego, mas não como médica. Foi oferecido auxiliar de serviços gerais (técnico de enfermagem), com uma remuneração bem baixa, 5 euros por hora sem os descontos. Também poderia trabalhar em lanchonete, em farmácias etc. Minha opção foi permanecer em casa estudando para o internato (residência).

Caso alguém tenha mais alguma dúvida, deixa um comentário que respondo se souber.

Se gostou, clique no anúncio abaixo para me ajudar a continuar contando minhas histórias e compartilhe com seus amigos.

Anúncios

67 Comments

  1. Ana Alice disse:

    Oi querida obrigada !
    Você não tem autonomia será por ser recem formada ?

    Curtido por 1 pessoa

    • Fatima Calani disse:

      Cara Ana Alice, exatamento por esse motivo. Eles exigem 3 anos de experiência contínua nos últimos 5 anos de formada. Provavelmente, o processo de inscrição na Ordem bem como suas nuances eu devo escrever amanhã. Obrigada e boa sorte em seu processo !

      Curtir

  2. joão alves martins disse:

    Parabéns pelo post…riquissimo!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Alicia Rodrigues disse:

    ola Fatima, parabens pela ideia do blogue, acho q toda a ajuda e bem-vinda, fiquei com uma duvida, ter ou nao autonomia depende de q factores? anos de formacao? experincia profissional…

    Curtir

  4. Janaina disse:

    Muito obrigada pelas informações! Boa sorte!

    Curtido por 1 pessoa

  5. CLAUDIA MASELLO DA COSTA _ disse:

    Olá ! Muito obrigada pelas informações! Sou pediatra e tenho também especialização em gastroenterologia pediátrica , formada há 20 anos, se conseguir informações sobre a pediatria ficarei muito grata. E boa sorte !

    Curtido por 1 pessoa

  6. Dulce Curto disse:

    Parabéns pelo blog!!! Muito bom!!!🤗✨
    Vi no post que vc colocou que aí o salário é através de banco de horas… Mas qual o limite diário, semanal e mesal de horas que posso fazer? Por exemplo: posso fazer 24h seguidas ( como o plantão daqui)? 😕
    Beijos!!! 😊 ✨ 😘

    Curtido por 1 pessoa

    • Fatima Calani disse:

      Olá Dulce!
      Fico feliz que tenha gostado do blog.
      Caso queira realizar 24h, sem problemas. Apenas não pode no mesmo hospital mais de 24h seguidas, precisa haver descanso. Mas caso queira 24h em um e ir rumo a outro hospital para mais 24h, não há impedimento. Também não existe limite.
      Beijo!

      Curtir

  7. Davi Porciuncula disse:

    Excelente blog com informações bem precisas e detalhadas. Parabéns mesmo, você organizou todas as informações soltas no grupo do facebook 😀

    Só tenho uma dúvida boba, desse valor por hora vc ainda desconta os 40% do IRS? Então num lugar que te pague 20€/h vc recebe como líquido apenas 16€? E vc sabe se eles tem os descontos no imposto como remédios e gastos com saúde etc. Essa bolsa do ano comum é descontada dos 40% tbm Fátima?

    Muito obrigado

    Curtido por 1 pessoa

    • Fatima Calani disse:

      Olá Davi! Bom que tenha gostado. Como tive tanta ajuda do grupo, essa é uma forma de retribuir.
      O valor que coloquei é bruto, ainda precisa descontar. Claro que cada um terá um imposto diferente, mas no grosso é isso, menos 40%.
      Aqui até custo com veterinário é deduzido do imposto, bem organizado.
      No ano comum, o salário bruto é 1400, líquido é 1200, não sendo 40%, fica 14.3% mais ou menos.
      Qualquer coisa, só perguntar. Se souber responder, será um prazer.

      Curtir

  8. Walter Santana disse:

    Muito bom Fatima, sou estudante de medicina aqui da Universidade de Fortaleza e estou com muita vontade de ir para Europa, em especial para Portugal. Assim queria saber o qu você me indicaria fazer para me estabelecer lá. Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  9. José Eduardo disse:

    Fátima, fiz minha equivalência de Licenciatura em Medicina pela Universidade de Lisboa e t peguei meu certificado de equivalência em 2009.
    Para realizar a inscrição na Ordem os documentos ainda têm que ter firma reconhecida em cartório e logo após o mesmo pelo Consulado de Portugal?
    A apostila de Haia é nova para mim… ela substitui algo? Não precisa mais do selo Consular?

    Curtido por 1 pessoa

    • Fatima Calani disse:

      Olá José Eduardo, como vai?
      Todos os documentos precisam ter fimra reconhecida para colocar o selo de Haia. O selo foi criado exatamento para não mais precisar do consulado. Agora tudo é feito em cartório.
      Boa sorte!!

      Curtir

  10. Carla Godoy disse:

    Olá Fatima! Excelente post!
    Seria interessante escrever um sobre vagas de emprego para médicos brasileiros com autonomia;)
    Abraço!
    Carla

    Curtido por 1 pessoa

  11. Kelen disse:

    Vc pode comprovar experiência de que forma ? Carteira assinada ? Ou um declaração de onde vc trabalhou?

    Curtido por 1 pessoa

  12. Andreia lopes disse:

    Olá boa tarde . Tirou a especialidade do brasil? Caso tire a especialidade no brasil como faço para ingressar em portugal ? Preciso de fazer algum exame ?

    Curtido por 1 pessoa

    • Fatima Calani disse:

      Andreia, tudo bem?
      Depois leia o blog com calma, falei de todo o meu processo e de meu epso que é especialista, bem como o que necessita para revalidar a especialodade aqui também.
      Boa sorte!

      Curtir

  13. Jales disse:

    Olá Fátima! Você disse que um médico generalista ganha entre 28-50 euros por hora… mas qual o salário mínimo aí? Pra termos uma noção do poder aquisitivo desse salário.

    Curtir

  14. Graziella disse:

    Olá Fátima! Teria uma universidade ou um site para indicar a residência em Medicina de Família em Portugal? Muito obrigada e parabéns pelo blog!

    Curtido por 1 pessoa

  15. Amanda disse:

    Oi Fátima! Vi o link do seu blog no grupo dos Médicos Imigrantes em Portugal. Que alívio achar informações tão claras e detalhadas! Estou no penúltimo ano de Medicina no Brasil e pretendo me mudar para Portugal assim que juntar dinheiro o suficiente para me manter por uns meses aí. Você pode fazer um post falando mais sobre a residência? Eu pretendo cursar Oncologia, mas me adaptaria ao mercado português.
    Muito obrigada!

    Curtir

  16. RAFAELLA disse:

    Fátima, mais uma vez muito obrigada pela sua retribuição, como disse, espero em breve poder fazer o mesmo, pois tenho só pedido ajuda há quase um ano, nessa organização, rs. Bem, li sobre o valor do ano comum, mas os anos seguintes de Internato, 5 ou 6 anos dependendo da especialização, continuamos recebendo ? será o mesmo valor ?

    Curtido por 1 pessoa

  17. Tatiana disse:

    Oi Fátima,
    Você não imagina o quanto o seu blog tem sido útil!
    Eu e meu marido somos médicos, e estamos pensando em migrar para Portugal.
    Temos algumas dúvidas, espero que possas me ajudar:
    1) A apresentação do trabalho para equivalência do diploma tem necessariamente que ser assinada por um orientador?
    2) Você poderia disponibilizar as regras de realização desse trabalho por e-mail?
    3) O seu marido conseguiu emprego facilmente mesmo sem a especialização?
    4) Se sim, em média quantas horas / semana ele trabalha?
    5) O que ele ganha seria suficiente para pagar aluguel/ contas/ escola de 1 filho em Lisboa?
    Desde já agradeço!

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Tatiana, bom saber que o blog ajudou você.
      1) Precisa sim ter um orientador e assinatura do mesmo
      2) Cada universidade possui uma regra, então não adianta eu passar agora, isso você irá receber quando der entrada no processo. A minha instituição, no caso ICBAS – Universiade do Porto, não abre processo há dois anos.
      3) Meu marido é Neurocirurgião, aqui ele faz plantão de clínica médica (chamados tarefeiros – tem um post sobre isso). Não se consegue emprego sem especialidade reconhecida.
      4) Tem um post sobre isso
      5) Tem um post sobre custo de vida

      😉 Boa sorte!

      Curtir

  18. Olá Fatima!
    Muito bacana esse compartilhamento de experiências. Tenho 30 anos de medicina e destes, 28 atuando em medicina do trabalho, minha especialidade. Sem modéstia, sou uma das referências nacionais na especialdade, em especial no Setor Elétrico. Por inumeras vezes fui convidado a palestrar em Congressos ppor todo Brasil, convidado pelo Ministério do Trabalho para participar de grupos tripatites para elaboração de Normas de Segurança e Saúde no trabalho.
    Tenho visto no LinkedIn, muitas ofertas procrando “medico do trabalho”. Meus prêmios, palestras tempo de formação, facilitaria em algo ?
    Obrigado!
    Sergio

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Sr. Sergio, como vai?
      Espero que tenha gostado do blog.
      Vamos lá…
      Antes de qualquer coisa, o senhor precisa finalizar o processo de equivalência, são três provas no total, independentemente de títulos, tem que passar por esse processo.
      Após equivalência e inscrição na Ordem dos Médicos, o senhor pode solicitar equivalência da especialidade. Medicina do trabalho é especialidade aqui, duração total de 5 anos.
      Como falado em um post, revalidar especialidade é extremamente difícil e, mesmo com currículo excelente e com seu histórico, não faz muita diferença para eles.
      Deixo aqui o relato de uma pessoa:
      “Tive o prazer de trabalhar com uma portuguesa que se formou aqui em Portugal, exerceu a medicina a vida toda no Brasil, tinha um alto cargo no ministério da saúde em Brasília pois era responsável pela Lepra a nível nacional e nunca foi valorizada pelos próprios patrícios.”
      Oferta de emprego tem muitas, mas a reserva de mercado é absurda. Meu esposo terá que refazer a residência, ele é Neurocirurgião com título de especialista.
      Não escrevo para desanimar, apenas para mostrar que, caso queira vir o caminho é longo e trabalhoso, porém os objetivos são alcançados, mesmo que leve um tempo.
      Mais um detalhe, cada um tem uma história, o não o Sr. tem, então tente obter o seu sim.
      Boa sorte e espero ter ajudado! 🍀

      Curtir

      • Sergio disse:

        Oi Fatima,
        Seu Blog é uma ótima referência para quem tem o desejo de migrar para Portugal.
        Muito obrigado pelo rápido retorno!!!
        Um abraço e parabéns!

        Curtido por 1 pessoa

  19. Rodrigo Otávio Gondro disse:

    Boa noite Fatima.

    Ainda estou explorando toda informação contida no seu site. Muita informação, mas ótimo de ler.

    Sou ultrassonografista. Entendi que para ser especialista, praticamente só fazendo a residência mesmo. Sabe me dizer se, em Portugal, os exames de ultrassonografia são realizados por médicos radiologistas ou existe a especialidade de forma isolada, como no Brasil ou o exame é realizado por não médicos?

    Grato.

    Att, Rodrigo Gondro

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Rodrigo! Até onde tenho conhecimento faz parte da radiologia. Tudo aqui é através da especialidade, não existe curso de pós ou algum mais simples… apenas médicos especialistas na área podem fazer.
      Boa sorte!

      Curtir

  20. Mariana Castello disse:

    Olá, adorei o blog… serviu para abrir meu olhos, pois estava com essa utopia de que tudo seria muito fácil.
    Meu marido acabou de terminar a residência em anestesia aqui no Brasil. Queríamos nos mudar pra Portugal o quanto antes, já estamos no processo de equivalência do diploma de medicina.
    Você aconselharia nos programarmos para ficar quantos meses sem emprego ? Muito ruim saber que corre o risco de não aceitarem tudo que ele fez… bastante desanimador…

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Mariana, se ele terminou agora, nem título de especialista tem, creio eu, bem como pouquíssima experiência, digo por parte de Portugal. Então, será muito difícil que ele tenha sucesso na revalidação da especialidade. Sinceramente, não venha contato 100% com isso. Se acontecer ótimo, perfeito, caso não ocorra, vocês já estavam preparados. Só uma opinião de quem passou por isso.
      Se tiverem visto, inscrição na Ordem e toda documentação correta, vocês conseguem emprego fácil, porém como generalista, como falo em alguns posts.
      Se vier regularizar documentação de visto por aqui, isso pode levar seis meses ou até mais que um ano, então venham com tudo amarrado, conseguir emprego é fácil na área médica.
      Boa sorte!🍀

      Curtir

  21. Justino neri disse:

    Excelente!

    Curtir

  22. Samanta disse:

    Oi Fátima, no texto tu colocou que as “ empresas encaminham teu currículo aos hospitais”. Que empresam seriam essas?
    Grata
    Samanta

    Curtir

  23. Raiza disse:

    Olá, Fátima, parabéns pela determinação! E obrigada pelas informações compartilhadas!
    Tenho uma dúvida: ao fazer a validação, para ir realizar as provas, no caso, o indivíduo tem que ir com “visto temporário de turismo”? Existe a possibilidade de adquirir o visto de estudo só pela inscrição no processo de validação? Ou consegue-se visto de estudo/trabalho após aprovação da validação do diploma? Como nos regularizamos após equivalência?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá!
      Respostas:
      1) Não. Será uma viagem normal com duração de menos de três meses.
      2) Não sei como funciona essa questão de visto. Eu sou cidadã portuguesa.
      3) Não sei informar. Creio que seja melhor procurar um advogado internacional para lhe ajudar.
      Boa sorte!

      Curtir

  24. Enzo Fernandes disse:

    boa tarde. Eu tenho 15 anos irei me mudar para Portugal em julho desse ano, Porém sempre tive o sonho de fazer medicina e sendo assim eu gostaria de saber se a medicina em PT é mais fácil que a medicina, sendo que estou perguntando isso em requisito de qualidade. Eu procurei em vários sites de para ver o tempo da faculdade de medicina em Portugal porém não achei. A medicina aí é o mesmo tempo que aqui no Brasil? A medicina do Brasil é mais qualificada que a medicina de Portugal??? Me ajuda por favor. Estou morrendo de medo de ir e não conseguir realizar meu sonho de ser um bom medico. Tipo, é difícil validar o diploma de medicina de Portugal aqui no brasil???

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Enzo!
      O curso dura 6 anos como no Brasil. Curso muito bom, com excelentes universidades. Não existe isso de mais ou menos qualificada, ambos os países têm cursos de excelência, que para dar certo vai depender do seu esforço como aluno durante o curso.
      Validar o curso em outro país exige tempo, dinheiro e estudo, mas não é nada impossível.
      Boa sorte!

      Curtir

  25. Rene Granado disse:

    Olá Fátima, minha esposa e neta de Português e está tirando a Cidadania e eu tenho a cidadania Espanhola, Ela é formada em Medicina a + de 25 anos e a especialidade dela é Ultrassonografista, mas tb é Clínica Geral. Como seria para ela exercer aí como profissional de Ultrassonografia aí em Portugal?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Rene! Para trabalhar na especialidade apenas com a equivalência da medicina em mãos, processo que explico aqui no blog, para depois solicitar a equivalência da especialidade dela.
      Boa sorte!

      Curtir

  26. FLAVIA B MCLELLAND disse:

    Ola Fatima.PARABENS pela iniciativa,achei o seu site excelente,Bem elucidativo.Confesso que fiquei bem desanimada com a burocracia exigida.Tenho Cidadania italiana e estou mudando para Lisboa este ano,sou formada ha 20 anos e gostaria de comecar do zero e fazer residencia de Pediatria..Voce saberia me dizer se tem poucas vagas e se eh dificil conseguir uma vaga em Lisboa?Pq voce nao conseguiu autonomia voce nao pode entrar no internato comum?Posso trabalhar em farmacia sem o reconhecimento do diploma?OBRIGADA.
    FLAVIA

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Oi Flávia, como vai?
      Muita burocracia, mesmo! Mas com o tempo vamos nos adaptando, quando percebemos tudo estará resolvido.
      Pediatria… não são poucas vagas, mas a nota cada dia mais é alta, esse ano o corte deve ser 77 de 100, isso em lugar afastado, se formos falar de Lisboa a nota será muito mais alta.
      Eu estou no internato do ano comum. Ele serve tanto para ter autonomia como o pré requisito da residência.
      Sem reconhecer seu diploma acho muito difícil conseguir algum emprego na área, fora que aqui há uma especialidade de farmacologia. Mas realmente não sei dar todos os detalhes.
      Bj e boa sorte!

      Curtir

  27. Jacqueline Cardoso disse:

    Grata pelas informações. Você indicaria alguma faculdade específica para equivalência? Todas seguem os mesmos critérios?

    Curtir

  28. Thiago Darlan disse:

    Boa tarde, Fátima!
    Quero agradecer imensamente pela iniciativa do post!
    Sou estudante do último ano do curso de Medicina. Tenho interesse em saber como se da o processo de equivalência e tenho lido seus posts e entrado em contato com universidades portuguesas. Algumas coisas que fiquei em dúvida: 1) É necessário um tempo mínimo de experiência médica aqui no Brasil? 2) Li que é necessário dar a entrada em vários documentos antes e após os processos de equivalência. Vc teria uma noção de quanto foi gasto financeiramente nesse processo de documentação (autonomia, registro da ordem…), assim como durante o processo de equivalência?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Thiago, como vai?
      1) Não. Iniciei meu processo no mês que formei.
      2) Exato. Não tenho como dar valores exatos, até pq as coisas devem ter aumentado de valor. Veja quanto custa reconhecer firma, autenticar e o selo de Haia, depois multiplica pelo número de documentos que precisa. Na Ordem para pedido de autonomia acho que paguei 250 euros, para entregar os documentos de pedido de inscrição/ autonomia na Ordem gastei 1300 reais.
      O que posso dizer é que o processo não é barato.
      Boa sorte!

      Curtir

  29. Pelo que entendi vc estuda e recebe pagto para fazer o internato?Formada ha 38 anos seria melhor cobseguir a equivalancia dessa forma?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá!
      A senhora não entendeu bem.
      Internato = residência médica
      Internato do ano comum = primeiro ano de formação da residência, no caso pré requisito para iniciar a especialidade, independentemente se já tem especialidade ou autonomia para trabalhar.

      O processo de equivalência não tem relação com os casos acima. Até pq só se faz inscrição para iniciar o internato se já for médico em Portugal, no caso com o processo de equivalência feito + NIF + cidadania ou autorização para permanecer no país.

      Curtir

  30. Alice Mota disse:

    Olá Fátima,

    Primeiramente parabéns pelo trabalho, o blog é muito útil e de fácil acesso, a minha dúvida é sobre a última etapa do processo de equivalência. Como seria esse relatório de estágio? Sabe se a pontuação é inferior caso apresente o relatório ao invés da monografia ou tese de mestrado?
    Outra dúvida que tenho é a seguinte, sou formada há 03 anos, porém fiz um ano e meio de residência em oftalmologia, mas não conclui o curso, sabe se posso usar este período para comprovar experiência médica?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Alice, como vai?
      O relatório nada mais é que você falar sobre toda sua vida académica, trabalhos, congressos, estágios, atendimentos, em resumo tudo. Nunca vi, mas na minha opinião, não acho nada pratico, mesmo.
      Sua pontuação será baseada na sua aprasentacao, independentemente do que venha escolher.
      Pode usar para comprovar, sem problemas.
      Boa sorte!

      Curtir

  31. Marcos George disse:

    boa noite
    parabens pelo blog
    sou ortopedista, com sub especialização, e mestrado. 18 anos de formado
    Existe espaço para um profissional assim?
    obrigado

    Curtir

  32. Roberta Fernandes Bezerra disse:

    Olá Fátima, boa noite! Primeiro quero agradecer e parabenizar por esse blog! Você tá sendo um anjo na minha vida confusa, porque em nenhum canto vc acha algo palpável sobre esse processo, é tudo muito nebuloso, já li milhares de posts e ainda estou cheia de dúvidas que humildemente peço sua ajuda! Sou médica recém formada e desejo fazer a residência na Europa, mas primeiro preciso fazer a equivalência do diploma, dai vem as dúvidas: (sobre a equivalência)
    1) Primeiro eu devo entrar em contato com alguma das universidades que FAZEM a equivalência(universidade de Porto por exemplo), dai eles me enviariam todos os documentos necessários para equivalência?
    2) após essa solicitação, eu teria um prazo pra defender uma tese de mestrado? Mas tem que ter mestrado ou só uma tese em modelo de mestrado?
    3) após essa tese aceita, não há provas para se fazer?
    4) depois da tese(+/- prova) teria que solicitar equivalência com autonomia para a Ordem dos médicos portuguesa?
    5) após a ordem dos médicos(que provavelmente vai me por como não autônoma tb poiso sou recém formada) eu devo fazer o internato deles certo? Mas eu começo direto o internato ou tel uma prova antes? E depois desse Internato, já serei considerada médica portuguesa generalista apta a fazer as provas de residência?
    6) Diploma revalidado em Portugal é aceito em qualquer país da união europeia?(pergunto caso queira fazer residência na Inglaterra por exemplo).
    Desculpa pela chuva de perguntas, boa parte são mais confirmações de informações que eu já li, mas que ficaram dúbias hahaha desde já muito obrigada pela ajuda!

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Roberta, como vai?
      Repostas:
      1) Não. Você deve ficar de olho no site das universidades. Quando abrir o edital, será informado as regras, documentos a serem entregues e datas.

      2) Sim. Uma tese normal, mas aqui é considerado como mestrado, pois o médico termina o curso com esse título.

      3) Equivalência = defender sua tese + prova prática + prova teórica

      4) Sim

      5) Exato. Para iniciar o ano comum, atualmente chamado de formação específica você terá que fazer a prova que acontece em novembro. A nota utilizada não será a da prova e sim a nota da equivalência.
      Após término da formação específica, essa que é pré requisito para especialidade, terás autonomia, bem como caso tenha tido nota poderá dar continuidade a especialidade.

      6) Sim. Mas terá que ficar aqui três anos em Portugal e depois pedir equivalência no país que deseja ir.

      Boa sorte! 🍀

      Curtir

  33. Hayume Ramos disse:

    Olá, Fátima! muito obrigada pelas informações.
    Tenho a impressão que ser recém formado e começar o processo aí é quase equivalente a fazer uma residencia no Brasil, certo? Porque me parece que para quem já fez residência no Brasil o processo se torna mais extenuante, já que a pessoa tem que refazer tudo do zero. Tô no 5° ano de medicina e comecei a buscar informações sobre Portugal.. confesso que realmente é um pouco desanimador, mas tenho esta impressão, de que é menos oneroso para quem é recém formado, já que teria um longo caminho a percorrer no Brasil tb. O que vc acha disso? abraços

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá!
      Um dos caminhos escolhidos pode ser refazer tudo, mas não é necessário, apenas uma das opções.
      Leve em consideração que em Portugal cada vez temos menos vagas para especialidade, notas tão altas que desanima imenso, como último colocado para dermato 99 pontos de 100, não foi a única especialidade com essa nota. Esse ano o último candidato entrou com 52 pontos, então levar isso em consideração. 3000 pessoas para 1000 vagas. Sendo que o maior número de vagas é para clínica médica, Medicina de família, saúde pública.
      Eu optei por fazer aqui, mesmo com quase 40 anos. Mas você precisa colocar na balança o que será melhor.
      Espero ter ajudado.
      Boa sorte!!

      Curtir

  34. Angelita Nakamuta disse:

    Olá Fátima, Meu nome é Angelita. Sou médica generalista formada há 16 anos. Há 10 anos trabalho no Programa Saúde da Família no Mato Grosso. Meu marido é dentista e está há 30 dias em Portugal para iniciar seu Mestrado de Medicina Dentária. Ao chegar, ficou deslumbrado com Lisboa. Agora, apenas 30 dias, começou a pensar se vale a pena essa mudança radical. No Brasil, trabalhamos muuuito. Vivemos com simplicidade. Não temos casa e carro de luxo mas isso também não me faz falta. Vivemos bem e sem ostentação. Estamos a procura de uma educação melhor para nossa filha de 9 anos, segurança e qualidade de vida. Agora com meu marido estudando em Portugal, a renda diminuiu muito pois eu tenho que enviar dinheiro para seus estudos e ele está morando em um quarto compartilhado. Vou lhe fazer uma pergunta indiscreta. Alguma vez, você ou seu marido se arrependeram de largar todo conforto do Brasil e começar do zero em Portugal? e seus filhos? Desculpe a pergunta mas entenda que quem pergunta é um coração aflito….Obrigada

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá! Peço desculpas pela demora em responder.
      Jamais me arrependi, foi a melhor decisão que tomamos. Mas famílias são diferentes, o que pode ser bom para mim, pode não ser para vocês.
      Brasil é página virada, apesar de qualquer dificuldade que tenha aqui.
      Espero ter ajudado.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: