Como revalidar a especialidade médica em Portugal?

Titulo

Olá pessoal!

Hoje trago um assunto que causa muita dúvida, incerteza e acaba por fazer muitos desistirem. Porém, melhor saber a verdade do que ficar cheio de ilusões.

Consigo revalidar minha especialidade?

Antes de responder, deixo uma coisa bem clara, pois isso de certa forma me incomoda. Recebo muitas mensagens e leio muitos comentários do tipo: “Olha, é fácil, pega os documentos, entrega e automaticamente você já é médico (a) em Portugal”. Pior que isso é quando perguntam: Posso comprar a passagem e ir? Vocês estão bem de vida? Felipe já abre muita cabeça (ele é neurocirurgião)? Em resumo, perguntas sem assimilação nenhuma de conteúdos.

Quando você entra nesse processo precisa vestir uma camisa chamada “eu não sou nada e nem ninguém” em Portugal. Nossa Fátima, que horrível, que energia negativa, como assim não sou nada? Sim, aqui quando chegamos é assim, ninguém me conhece, não temos história cá, existe reserva de mercado, nossa formação é bem diferente, os protocolos acabam por não ser iguais, o sistema de saúde não é o mesmo… com tudo isso sabemos que precisamos ter nossos pés firmes ao chão e nos adaptar, assim como ganhar território paulatinamente.

Após passar pelo processo de equivalência (Post 2 e Post 6), inscrição na Ordem dos Médicos e finalmente possuir sua cédula profissional, todos iniciam como generalista, podendo atender apenas em centros de saúde, penitenciárias e urgências, sendo esse último local apenas pacientes classificados como verde e azul (cefaléia, pico hipertensivo, febre, atendimento básico). Aqui, logo de cara percebemos como é diferente do Brasil, onde um recém-formado faz plantão em CTI e emergência vermelha. Até hoje não conheço ninguém que tenha entrado trabalhando em sua especialidade e na minha opinião, acho impossível, pelo pouco que vi. Em outra postagem falo como começar a trabalhar e ofertas de emprego.

Guardado para si a informação acima, vamos ao processo em si e no fim darei alguns depoimentos que li e escutei, como o depoimento de meu esposo.

Link das especialidades em Portugal 

Novo Estatuto da Ordem dos Médicos (ler a partir do artigo 125.º em diante)

Para informações mais detalhadas como documentação necessária para dar entrada no processo, sugiro ligar ou entrar em contato diretamente com a Ordem dos Médicos.

Um colega publicou no grupo que acompanho que, após envio do e-mail solicitando maiores informações à Ordem dos Médicos, recebeu a seguinte resposta:

“… uma vez inscrito na Ordem dos Médicos de Portugal, poderá solicitar a equivalência da Vossa especialidade: Enviando requerimento solicitando a equivalência da especialidade ao abrigo do Artigo 92º, 2º do Estatuto da Ordem dos Médicos, acompanhado de 5 Currículos (1 em papel e 4 em suporte digital) detalhando o seu percurso na especialidade assim como documentação comprovativa em como é detentor da mesma, um dos Currículos deverá ter documentos comprovativos originais ou fotocópias autenticadas…”

É possível revalidar a especilidade?

Publicação de um colega no grupo do Facebook: “Colegas, vou relatar o que me foi repassado por dois especialistas que estão em Portugal, um há 12 anos e o outro há 10 anos. Ambos fizeram o curso de residência médica no Brasil (em anestesia). Tendo obtido a equivalência e a autonomia, ambos solicitaram ao colégio de especialidade a validação da mesma. De modo protocolar foi negada. Depois disso ambos pediram para serem avaliados. Este pedido foi aceito. A prova por que passaram foi extremamente difícil (ambos disseram isso). Três dias de avaliação, com prova teórica, oral/escrita, arguição do curriculum, e um paciente (real – internado) serviu de caso clínico, em que foi solicitada uma entrevista, um plano de conduta pré, trans e pós-operatória. Este estudo de caso deveria ser preparado e entregue em um formato acadêmico bastante rigoroso, como uma pequena monografia (só lembrando que os colegas passaram visita numa tarde, preparam o caso, o estudaram e defenderam no dia seguinte), esta monografia foi questionada, e o caso debatido por 3 professores, junto com o candidato. Na tarde do terceiro dia, de todos os tópicos da residência médica (lá de Portugal – aqui no Brasil são 64) foram sorteados pelo candidato 5 e, por 3 horas, na presença de 3 membros do colégio de anestesia, os colegas expuseram seus conhecimentos sobre o tópico, seguidos de perguntas dos avaliadores. O resultado foi o seguinte: para um dos meus colegas, o mais velho, já com 25 anos de experiência, naquela data, foi concedida a especialidade, para o mais jovem (tinha saído da residência naquele ano, zero de experiência aqui no Brasil), foi solicitado complementação de conteúdo – 4 meses no programa de dor crônica e 6 meses em terapia intensiva. Feito os estágios e depois de entregues, foi conferida a especialidade.

Meu esposo é Neurocirurgião, com título de especialista pela Sociedade brasileira de Neurocirurgia, com experiência há 10 anos. Após conversa com chefes de serviço de Neurocirurgia e alguns colegas de outras especialidades, optou por refazer a residência, pois não era certo conseguir o título, assim como a incerteza de remuneração nesse período. Não é algo impossível, mas extremamente difícil, ainda mais que as residências cá são muito mais longas (neurocirurgia 06 anos, anestesio 05 anos e assim vai).

 Em 2014, conversamos com um anestesista, foi solicitado curriculum detalhado, bem como um resumo de todos os anos da residência contendo banco de horas, programa das disciplinas e anestesias realizadas, após isso precisou refazer algumas disciplinas e submetido à prova.

Não se esqueçam, cada um faz a sua história, para alguns será mais fácil que para outros, porém nada é impossível quando se deseja algo. Escolham o melhor caminho para si e não desistam.

Se gostou, clique no anúncio abaixo para me ajudar a continuar contando minhas histórias e compartilhe com seus amigos.

Anúncios

96 Comments

  1. Maria Rosa disse:

    Vc sabe qual o tempo de duração da residencia em Hematologia?

    Curtido por 1 pessoa

  2. Taise disse:

    Boa tarde, Fatima! Eu não entendi uma coisa: todos que solicitam a equivalência de diploma precisam prestar o Ano Comum ou só as pessoas que irão fazer residência em Portugal? No caso, meu esposo já é anestesista no Brasil há anos e gostaria de tentar validar a especialidade em Portugal, mesmo não querendo fazer residência aí ele precisa prestar o ano comum? Obrigada!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Fatima Calani disse:

      Oi Taise!
      O ano comum é obrigatório para quem for iniciar o internato (residência), tenha autonomia médica ou não.
      Caso após equivalência do diploma e posterior inscrição na ordem, não tiver autonomia, só poderá trabalhar após completar o ano comum.
      Seu esposo pode tentar revalidar a especilidade, caso consiga, não terá que fazer ano comum.
      Boa sorte!!

      Curtir

  3. Rafael Vidal disse:

    Olá dra. O grupo do Facebook a qual se referiu na postagem é aberto?? Poderia passar-nos o endereço?? Muito obrigado 🙏

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      O grupo é somente para médicos. Precisa solicitar liberação.
      😉

      Curtir

    • Tania Jaeger disse:

      Sou médica Dermatologista há 44 anos
      Estou tentando ir para Portugal na categoria aposentada mas caso peça revalidação de diploma ainda não entendi o que significa autonomia aí em Portugal
      Obrigada pela sua atenção
      Tania

      Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Olá Sra. Tânia, como vai?
        Autonomia = poder exercer medicina clínica com autonomia médica. Quem não tem autonomia = não comprova trabalho como médico nos últimos três anos, terá que fazer o que eles chamam de ano comum, o que não é o caso da senhora.

        Curtir

      • Tania Jaeger disse:

        Obrigada Fátima
        Nesse caso devo pedir equivalência direto para minha especialidade?
        Isso é possível?
        Att,
        Tania

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Oi Sra. Tânia.
        Não. Primeiro equivalência ao grau de mestre em medicina. Após conclusa do processo, poderá solicitar equivalência de sua especialidade. Não tem como pular etapas.
        Boa sorte!

        Curtir

      • Tania Jaeger disse:

        Muito grata pela orientação Fátima.
        Att,
        Tania

        Curtir

  4. Rafael disse:

    Fatima, ótimo conteúdo. Um grande auxílio para nós que estamos longe!
    Uma pergunta: para trabalhar com gestão de saúde, estratificação de risco, análise de perfil de risco populacional é necessária a revalidação do diploma e especialidade? Vc sabe?
    Muito obrigado e novamente parabéns pelos conteúdos publicados.

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Rafael, para trabalhar como médico, independente da área vc precisa ter a equivalência, caso contrário não poderá ser contratado em nenhum local, bem como precisa de visto ou cidadania.
      Boa sorte!

      Curtir

  5. Caroline Campos disse:

    Bom dia Fátima! Estou conhecendo seu blog agora e gostei muito dos posts, estão sendo muito esclarecedores. Parabéns!
    Sou médica formada pela UFMG há 5 anos e atualmente terminando a residência em Oftalmologia. Tenho vontade de iniciar o processo para equivalência em Portugal, mas ainda estou bem perdida! Será que você poderia me tirar algumas dúvidas?
    1. Meu curso de Medicina é bacharelado e não exige monografia. Sendo assim, ao pedir a equivalência eu peço como licenciatura ou como mestrado? Não achei essa informação clara em nenhum lugar.
    2. Vi que pode ajudar a obter a equivalência o currículo ser semelhante entre as universidades portuguesa e brasileira. É assim mesmo? Porque pesquisando os planos de estudo de todas as faculdades de Medicina portuguesa, vi que a Universidade do Porto tem um programa muito semelhante ao da UFMG.
    3. Os documentos que são exigidos pela universidade devem ser solicitados na minha Faculdade? Não tenho declaração de conclusão do curso com média final, consigo isso na faculdade?
    4. Não entendi o que é o “Documento relativo ao coeficiente acumulado e explicação da fórmula de coeficiente“.
    Agradeço muito se puder me ajudar com a sua experiência! Muito obrigada!
    Abçs.

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá!!
      1) só existe um único processo, todos aqui se formam com mestrado. Por isso terá que apresentar uma tese para uma banca de especialistas, além da prova prática e teórica.

      2) Pode dar entrada em qualquer universidade aqui, o que terá peso será passar nas três etapas.

      3) Esse documento deve ser retirado na sua faculdade.

      4) CR – coeficiente de rendimento, sua média final no curso de medicina, deve ser solicitado em sua instituição, bem como a fórmula para o cálculo de tal média.

      Bj e boa sorte! 👍🍀

      Curtir

  6. Rose Pereira Cordeiro disse:

    Olá Fátima,td bem?
    Sei que o caminho não é fácil,mas pensando efetivamente em seguir p Portugal definitivamente, mesmo tendo que desistir da minha especialidade após 20 anos de exercício,consigo ser generalista?qual o salário médio desse medico?Vale a pena?
    O momento no Brasil não me inspira vontade de permanecer aqui, então estou começando a me mexer p ir embora definitivamente.
    Vc poderia me indicar um escritório de advocacia para me auxiliar no processo?
    grata,
    Rose Cordeiro

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Rose, como vai?
      Sim, consegue ser generalista, sem problema, basta querer.
      Sobre salário, já fiz um post sobre isso com todos os detalhes.
      Indico o Dr. Rafael, contato aqui no blog tb.
      Boa sorte!🍀

      Curtir

  7. Andrea disse:

    Olá Fátima!
    Sou endocrinologista e gostaria de saber se você conhece alguém que tenha tentado revalidar essa especialidade sem Portugal. Se sim, como foi? Se não, você sabe se a residência de endócrino exige que antes seja feita a de clínica tb aí em Portugal ou se pode direto fazer endócrino? Quantos anos? Brigada

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Andrea, como vai? 😄
      Não conheço ninguém. Como contei no relato revalidar especialidade é bem complicado, muito provavelmente por reserva de marcado.
      Aqui você entra direto para residência de endocriono, terá que fazer um ano do ano comum ( todo mundo tem que fazer) + 5 ou 4 anos da formação, totalizando : 6 ou 5 anos.
      Não é fácil entrar para endocrino, nota corte 80 de 100, precisa estudar mesmooooo.
      Beijo e boa sorte!

      Curtir

  8. Rodrigo Martini disse:

    Boa tarde. É falado muito na prova de Equivalência e na prova do Harrison. Quanto ao conteúdo e dificuldade das provas, qual a diferença? A prova de equivalência é mais tranquila? Agradeço desde já a atenção.

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Rodrigo, como vai?
      São provas completamente diferentes, sobre a prova do Harrison para internato acabei de escrever uma publicação. Para a prova de equivalência terá que estudar medicina geral + saúde pública de Portugal, todos os alunos estudaram pelo Medcurso e mais da metade teve sucesso.
      Boa sorte! 🍀

      Curtir

      • Camilla disse:

        Olá Fátima, eu estava lendo seu blog e não percebi você mencionar sobre a prova de equivalência, achei que era necessário os documentos exigidos e a apresentação de um trabalho. Quando é realizada essa prova e todas universidades exigem ela?

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Camilla, quando fiz o meu processo, prova teórica era solicitada para alguns, no meu caso, apresentei uma tese para uma banca de especialistas e após 15 minutos tive uma hora de perguntas.
        Hj, o processo é unificado, prova teórica + prova prática + apresentação como a que fiz, todas as fases são eliminatórias.
        No momento não há nenhuma universidade com processo aberto, bem como sem previsão de abertura, algumas não abriram em 2017, todos aguardam notícias para 2018.
        Ps: as provas são realizadas aqui em Portugal, em datas diferentes.
        Boa sorte! 🍀

        Curtir

  9. Camilla disse:

    Olá, Fátima. Eu me formo em junho de 2018, eu pretendia iniciar o processo de revalidação em seguida. Eu não sabia que tinham unificado a equivalência, você tem informações a respeito dessa prova pratica, como é realizada ? A eliminação é por quantidades de vagas ou por notas adquiridas? Outra questão que estou com dúvida é a respeito da abertura dos processos, tem ano que não abriu para nenhuma universidade?
    Obrigada
    Camilla

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Camilla, provavelmente vc iniciará o processo em janeiro/ fevereiro de 2019. Sobre a prova prática e teórica, entra no grupo médicos imigrantes em Portugal, lá tem vários depoimentos.
      A eliminação é por nota, se não fizer 10 ou 11 pontos de 20 será eliminada, isso em cada etapa.
      Esse ano de 2017, que eu saiba apenas Minho, Nova de Lisboa, U. Porto realizaram processo. Até o momento não há divulgação sobre abertura para 2018, precisa ficar entrando nos sites ou contratar empresa ou advogado para realizar o processo.

      Curtir

      • Camilla disse:

        Muito obrigada! Você é ótima, Fátima. Seu blog está me ajudando muito!!! 😊

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Não precisa agradecer, um dia você fará o mesmo quando conquistar seu objetivo. ☺️
        Não esqueça de entrar no grupo do facebook, lá você terá o depoimento de outros médicos.
        Bj!

        Curtir

  10. Fátima, uma dúvida. Você disse que se conseguir a revalidação sem autonomia tem que fazer o ano comum para trabalhar. É obrigatório fazer residência para trabalhar como médico? Ou pode-se seguir carreira trabalhando como especialista? E para conseguir a liberação na Ordem, só é possível com experiência?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Sem autonomia não pode trabalhar, ninguém jamais contrato, leis de Portugal.
      Para cursar o internato médico (residência), você é obrigada a cursar o ano comum, mesmo com autonomia.
      Para trabalhar em determinada especialidade, só pela residência ou equivalência do título de especialista.
      Para ter autonomia, terá que comprovar, com documentos com firma reconhecida / apostila de Haia, três anos de experiência nos últimos 5 anos, um júri irá avaliar detalhadamente cada documento entregue.
      Ex: eu comprovava 2 anos e 5 meses, não recebi autonomia.

      Curtir

      • Joanna disse:

        acho que agora entendi. em resumo quem consegue autonomia pode pedir a equivalência da especialidade perante a ordem dos médicos e quem não consegue a autonomia tem que fazer o ano comum e mais a residência. não pode apenas fazer o ano comum e pedir equivalência da titulação?

        mais uma vez deixo meu obrigada

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Joana, inscrição na Ordem / pedido de autonomia não tem relação com solicitação do pedido de equivalência.
        O ano comum é para quem não comprova 3 anos de experiência nos últimos 5 anos, bem como é pré requisito para especialidade.
        Após estar inscrita na Ordem, com ou sem autonomia, podes pedir equivalência da especialidade, não se esqueça que Pôs graduação não é aceito aqui.
        Boa sorte!🍀

        Curtir

      • Larissa disse:

        Olá Fátima! Que tipo de documento serve como comprovação? Tem como comprovar quem é autônomo? Você sabe como é para revalidar Psiquiatria? Obrigada! Excelente blog!

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Olá!!
        Para você comprovar trabalho durante três anos nos últimos cinco anos, terá que trazer cartas dos locais que trabalhou informando o período de trabalho, com firma reconhecida de quem assinou e apostila de Haia, outro documento será sua carteira de trabalho etc. Tudo que comprove vínculo, sabendo que tudo isso será avaliado por um júri, se todos os documentos estiverem ok, você consegue. Se você tem um consultório, pegue o documento do mesmo, suas consultas…
        Sobre revalidar, é igual para todos, como explico nesse post.
        Boa sorte! 🍀

        Curtir

  11. Luciane Bernardini disse:

    Olá Dra Fatima!! Parabéns pelo trabalho!! Meu marido é cardiologista e cirurgião cardíaco formado a 20 anos. A duvida dele é em relação as provas de revalidação diploma se existe algum conteúdo on line ou alguma dica de livros para ele poder estudar e se preparar. Obrigada

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Luciane!
      Não há nenhum conteúdo online, apenas após inscrição na universidade que ele se candidatar ao processo, poderá ir até lá é ter acesso ao material, porém não pode fotografar, apenas copiar, caso queira.
      Dica: entrar no grupo médicos imigrantes em Portugal, lá tem relatos é um material que é enviado por e-mail.
      Boa sorte! 👍

      Curtir

      • Milena disse:

        Boa tarde,
        Gostaria de saber uma referência para estudar sobre saúde pública em Portugal para a prova de equivalência. O restante dos temas podem ser estudados pelas apostilas do medcurso, certo?

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Olá Milena.
        Por favor, entrar no grupo do facebook médicos imigrantes em Portugal, lá tem um link com email para solicitar o material de saúde pública. O restante, estude pelo Medcurso.
        Boa sorte!🍀

        Curtir

  12. Vasco Faria Nunes disse:

    Ola Fatima. O seu blog é excelente. Sou çidadão de Portugal, mais tirei o curso de Medicina na Venezuela e também lá fiz especialização. Eu tinha uma pergunta no que diz respeito a primera fase, uma vez entregues os documentos solicitados da licenciatura, quanto tempo percorre entre a aceitação da documentação e as provas sucessivas?. Na universidade de Porto usualmente recebem a documentação em Abril de cada ano. Um exemplo a pessoa entrega a documentação em Abril de 2018, tem que esperar até o ano siguente em 2019 para fazer as provas, dissertação de tesse, etc. o pode fazé-las o mesmo ano de 2018.
    Parabéns pelo seu blog.

    Curtir

  13. Pedro disse:

    Fatima boa tarde! Qual é o salário, em média, de um médico generalista aí? Obrigado

    Curtir

  14. tania jaeger disse:

    Olá Fátima
    Acho suas explanações muito úteis
    Mas ainda gostaria de saber se vc sabe dizer se esse ano comum que os médicos precisam cumprir para revalidar o diploma é pago,gratuito ou tem alguma remuneração?
    Agradeço sua atenção
    tania jaeger

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Tânia!
      Ano comum não tem relação alguma com revalidar o diploma (equivalência ao grau de mestre).
      Ano comum = pré requisito para especialidade médica, bem como para obter autonomia para trabalhar como médico em Portugal, caso não comprove três anos de trabalho nos últimos 5 anos no Brasil.
      O ano comum é remunerado, 1500 euros bruto 40h/semanais.
      Ler como é ser médico em Portugal, inscrição na ordem dos médicos; prova do Harrison.
      Boa sorte!🍀

      Curtir

  15. Jose Antonio disse:

    Oi, Dr. Fatima. Excelente blog
    Eu sou um médico graduado na Venezuela, mas sou Português.
    Eu quero começar a equivalência. Estou pedindo os documentos necessários para procurar a universidade portuguesa. Mas tenho uma dúvida. como é o teste de equivalência. Onde posso estudar? e a tese para o que é necessário?
    Obrigado

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Sr. José, por favor, não precisa do Dra. Vamos lá!
      Sobre o teste com maiores detalhes, entre no grupo do facebook médicos imigrantes em Portugal.
      Sobre estudar, no Brasil usamos o material de um curso chamado Medcurso, na verdade, medicina geral + clínicas cirúrgicas + saúde pública de Portugal.
      Sobre a tese, todos se formam com mestrado aqui, por isso terá uma prova prática, prova teórica, apresentação com 1h de perguntas e uma pela questão da língua ser diferente.
      Boa sorte! 🍀

      Curtir

  16. Laurielle Lima disse:

    Olá, Fátima. Sou estudante de medicina e gostaria de tirar umas duvidas?

    1) O que seria melhor? Fazer a residência médica aqui no Brasil ou em Portugal? (Vi que mesmo tendo especialidade no Brasil seu marido está refazendo a residencia ai..Logo imagino que seja melhor fazer residência ai)
    2) Caso eu termine o curso e decida fazer residência em Portugal, não terei os 3 anos de experiencias exigidos. O que acontece nesse caso?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Laurielle, como vai?

      1) na minha opinião, fazer aqui. Explicação no post revalidar especialidade médica em Portugal.

      2) Ler o post inscrição na ordem dos médicos, como é ser médico em Portugal, Prova do Harrison.

      Boa sorte!! 🍀

      Curtir

  17. antonio disse:

    ola Fatima, voce explicou que o ano comum é remunerado. E internato também é remunerado e qual é o valor? obrigado.

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá António, como vai?
      Internato = residência médica, então é remunerado.
      Vai aumentando com os anos, já que a residência aqui longa.
      Inicia com o ano comum no valor de 1600 bruto

      Os três primeiros anos do internato da especialidade ganhamos 1835 bruto.

      Quarto, quinto ou até o sexto ano, ganhamos 1935 bruto.

      Carga horária = 40h/ semana. Isso é respeitado, não é como no Brasil que não há respeito pelos direitos do residente.
      Boa sorte!

      Curtir

  18. Camilla disse:

    Oi, Fátima, tudo bem?
    Gostaria de saber se há remuneração durante o ano comum e os anos de especialização. Se há, quanto é geralmente?
    Obrigada!

    Curtir

  19. Márcia salame disse:

    Sou médica pediatra e neonatologista .como posso revalidar meu diploma em Portugal?

    Curtir

  20. Vitor Barroso disse:

    Bom dia!
    Acabo de me formar em medicina e estou entrando na residencia de ortopedia este ano em SP. Gostaria de saber se para revalidar meu diploma ja pensando em trabalhar como ortopedista daqui a 3 anos devo entrar no processo de revalidacao do diploma agora ou so quando terminar a residencia?
    Um abraço

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Vitor, peço que leia os posts referentes a revalidação do diploma com calma, assim irá entender o processo, bem como suas fases.
      Deixo uma observação, pois ainda não escrevi sobre, apenas nos comentários. Hoje é necessário prova prática, prova teórica e a defesa de tese como já explicado.
      Não precisa terminar residência para dar entrada no processo do diploma. Mas saiba, revalidar sua especialidade aqui, será tarefa quase impossível.
      Boa sorte!

      Curtir

  21. Bruno Moreira disse:

    Olá Fátima
    Seu blog é muito interessante! Obrigado por nos ajudar e atualizar. Minha família mudou toda para Portugal e só eu e minha esposa ficamos no Brasil. Somos todos nacionalizados Portugueses e aqui no Bradil sou ortopedista há 14 anos. Vou fazer a prova esse ano pela universidade de Lisboa. Minhas dúvidas são; caso não passe na prova tem algum caminho a seguir como cursar algum tempo medicina em Portugal e obter a ordem dos médicos? O campo para ortopedista em Portugal é bom? Grandes chances de revalidar minha especialidade aí? Existe algum material que você indica para estudar para a prova de revalidação ?
    Obrigado pela atenção

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Bruno!
      O Sr. irá repetir a prova ou aguarda abertura do processo? Se for o segundo caso, nenhuma instituição deu parecer até o momento para abertura, não sabemos como será esse ano.
      Campo para ortopedia é bom, como as outras especialidades, a grande questão é conseguir equivalência da especialidade, quase impossível. Depois ler um post que fiz.
      Estudar para prova, sugiro material do Medcurso atualizado.
      Boa sorte!

      Curtir

      • Bruno disse:

        Obrigado Fátima
        Eu me inscrevi em 2016 e me chamaram para fazer a prova em 2017 mas não pude ir. Estou aguardando ser chamado agora em 2018. Me inscrevi pela faculdade de Lisboa. Me informaram que terá a prova mas ainda não fecharam calendário porém a
        Prova esse ano será somente para quem já se inscreveu como eu; a princípio novas inscrições não estão sendo aceitas. Peguei o material do medcurso atualizado e já estou me preparando. Essa prova costuma ser muito rodapé de livro? A prova prática no geral envolve mais o conteúdo clinico ou tem prova prática em GO e lediratria ?
        Obrigado mais uma vez e seu blog é incrível

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Oi Bruno!
        Ótimo ter a garantia da inscrição.
        Sobre detalhes da prova, sugiro que entre no grupo médicos imigrantes em Portugal, ao entrar, busque na lupa/pesquisa sobre prova, questões etc. existem vários relatos, assim terá noção do modelo. Ano passado caiu muita questão de psiquiatria. Na prática, depende do local / enfermaria que cair, pode ser pact de CG, cardio etc. Na minha opinião, acho essa etapa mais tranquila que a teórica.
        Boa sorte! 🍀

        Curtir

      • Bruno disse:

        Muito obrigado Fátima!!!! Deus lhe abençoe!!! Muito bacana seu trabalho em ajudar o próximo!

        Curtido por 1 pessoa

      • Bruno disse:

        Fátima
        Costuma cair na prova teórica questões sobre o como funciona o sistema de saúde em Portugal? Como aqui chamamos o SUS, medicina coletiva etc?

        Curtir

      • Fatima Calani disse:

        Exato!! 😉

        Curtir

  22. Fátima Ribeiro disse:

    Olá Fátima. O seu blog é excelente.
    Terminei agora o curso de Medicina em Angola. Tenho muitas dúvidas de como conseguir exercer medicina em Portugal. sobre essa prova de equivalência, que matérias eu tenho de estudar? Posso fazer a especialidade médica em portugal como angolana sem ter que fazer a equivalência?
    Sei de alguns colegas meus que foram fazer a especialidade em Portugal. Tem conhecimento sobre essa possibilidade?
    Agradecida.

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Fàtima!
      A prova é sobre medicina geral, incluindo carreira cirúrgica.
      Vc apenas pode prestar concurso com equivalência ok, não tem como iniciar aqui sem ser médica inscrita em Portugal.
      Boa sorte!🍀

      Curtir

  23. Paulo Lago disse:

    Olá Fatima e obrigado pela paciência tibetana.
    Sou médico militar, especializado em coloproctologia e Endiscopia.
    Me aposento da polícia em 5 anos e pretendo usufruir do visto D7.
    Neste período, ajudaria prestar um mestrado ou doutorado em Portugal para facilitar a validação?

    Curtir

  24. Renato Ribeiro disse:

    existem dicas sobre como validar a especialidade de anestesio? o que pode aumentar as chances do candidato?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá novamente!
      Dica é essa que dei, ter a inscrição na Ordem dos Médicos e solicitar equivalência da especilidade no colegiado para ser analiasado.

      Chances: ter título de especilista, residência comprovada pelo MEC, mestrado, doutorado, trabalhos publicados, congressos etc.

      Boa sorte!!

      Curtir

  25. Priscila Cunha disse:

    Oi Fátima!
    Me tire uma dúvida. Depois que que se é aprovado na prova de equivalência, é obrigatório trabalhar 1 ano como clínico antes de tentar a prova de residência? Independentemente da especialidade? Você conhece ajgum site que liste as vagas e as especialidades?
    Obrigada

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá!
      Por favor, ler o post prova do Harrison e pedido de autonomia: inscrição na ordem dos médicos, para maiores detalhes.

      Respondendo:
      1) Depende do caso.
      2) no post prova do Harrison tem essas informações.
      Boa sorte! 🍀

      Curtir

  26. Priscila Cunha disse:

    Oi Fátima!
    Me tire uma dúvida. Depois que que se é aprovado na prova de equivalência, é obrigatório trabalhar 1 ano como clínico antes de tentar a prova de residência? Independentemente da especialidade? Você conhece ajgum site que liste as vagas e as especialidades?
    Obrigada

    Curtir

  27. Marcelo disse:

    Olá Fátima! Tenho três perguntas:

    1) Só pode fazer o ano comum quem passa no internato ou pode fazer em qualquer momento após conseguir o registro na ordem dos médicos?

    2)Caso o ano comum seja apenas no internato, você escolhe a especialidade pretendida antes ou depois do ano comum?

    3) Como fica aguardar todo o processo de revalidação do diploma e inscrição na ordem para quem não tem o visto para permanecer em Portugal?

    Obrigado 🙂

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      1) Por favor ler o post prova do Harrison. Lá irá entender bem o processo para o ano comum.

      2) Depende da sua situação no processo. Ler o post que falei acima.

      3) Durante os dois anos do meu processo, fiquei no Brasil. So depois de tudo definido que me mudei.

      Boa sorte!

      Curtir

  28. Victoria Oliveira disse:

    Boa noite Fatima,tdo bem?estou fazendo pós em dermatologia aqui no Brasil e termino daqui 3 anos,você acha que será impossível eles aceitarem essa pós em Portugal?uma outra pergunta,se eu tiver com mais de 3 anos de experiência tdo comprovada e passar pela prova já vou conseguir trabalhar como generalista ai?
    Muito obrigada você está ajudando muitas pessoas parabéns.

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Victoria, acho bem difícil. Dermatologia aqui são 5 anos da especialidade + 1 ano de ano comum (obrigatório). Fora que aqui não existe pós graduação, apenas residência e prova no fim do curso. Revalidar especialidade é quase impossível.
      Para trabalhar precisa ter a equivalência em mãos e autorização pela Ordem dos médicos, processo que explico no blog.
      Boa sorte!!

      Curtir

  29. Priscila disse:

    Oi Fátima!! Me tire uma dúvida: essa comprovação dos três anos, tem que ser trabalhando como clínico ou pode ser na especialidade?
    Parabéns pelo blog, cada vez que entro, descubro alguma informação útil!!
    Obrigada

    Curtido por 1 pessoa

  30. Ana M. disse:

    Alguma noticia de processo para realização das provas em alguma universidade. Não vi nada nos sites. Um duvida: posso fazer as provas de equivalência, sem ainda a entrega dos documentos necessários?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Ana, bom dia! ☀️
      Para se manter atualizada sobre as faculdades em aberto, entrar no post universidades com equivalência em curso. Sempre mantenho atualizado, esse ano talvez apenas o Porto abra, notícia que publiquei nesse post.
      Sua segunda pergunta:
      Pré requisito para inovar o processo de equivalência é ter entregue os documentos para análise dos mesmo. Nesse post das universidades em aberto tem as regras e em outros que tb já escrevi.
      Boa sorte 🍀

      Curtir

  31. Larissa disse:

    Olá, Fátima! Bom dia! Parabéns pelo seu blog, muito bom! Eu completo 3 anos trabalhando no Brasil esse ano, parte trabalhando como generalista em um posto de saúde e outra parte como plantonista de emergência. Sempre trabalhando no SUS, pelas prefeituras. Como bem sabe a bagunça que é no Brasil, onde não são respeitados os nossos direitos, durante o meu tempo trabalho nunca tive carteira assinada, contrato ou outro vínculo formal de trabalho. Minha única forma de comprovação são os recibos emitidos, Cédula C anual e a declaração de IR que consta o local de trabalho. Sabe me dizer se isso já serviria como comprovação de vínculo de trabalho se totalizar os 3 anos?
    Outra dúvida, sempre quis fazer residência de Oftalmologia, estava planejando fazer por aqui e depois tentar revalidar praí. Não tenho nenhum vínculo com Portugal, mas ando bastante desgostosa do Brasil, então pensei em buscar uma qualidade de vida melhor em Portugal após a residência. Porém, lendo os seus posts e comentários, vi que é quase impossível fazer essa revalidação da especialidade, e que, portanto, seria mais fácil revalidar apenas a Medicina e fazer a residência por aí, certo? Vc tem informações sobre a residência de Oftalmologia aí? Quantos anos, se é muito difícil e concorrido entrar, etc? E o mercado de trabalho na área de Oftalmologia aí é bom?
    Desde já agradeço muito o seu auxílio e suas informações! Obrigada! 😊

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá! Como vai?
      Fico feliz que o blog tenha sido útil.
      Vamos as perguntas.
      1) muito provavelmente sim. Mas aqui é uma caixa de surpresa. Recomendo que pegue cartas de recomendação com os chefes de cada serviço, isso irá ajudar imenso. Outra opção é o cnes.

      2) Como vc leu, já sabe que não é fácil equivalência da especialidade… porém a especialidade tirada aqui anda num período muito ruim. Pouquíssimas vagas com notas muito altas. Ex: Oftalmo esse ano o último a entrar teve 95 pontos de 100.

      3) Para informações sobre a especialidade, basta acessar os links que deixei em alguns dos posts, bem como escrevi sobre.

      4) Mercado é muito bom.

      Boa sorte! 🍀

      Curtir

  32. Rita de Cássia disse:

    Olá Fátima
    Sou Nefrologista com titulo de especialista reconhecido pelo MEC atuando na área à 33 anos. Em qual universidade tem mestrado para área? O mestrado é remunerado? Se sim, qual o valor? Quanto tempo dura esse mestrado? e ao fazer esse mestrado ainda sera necessária a prova de equivalência?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Sra. Rita. Como vai?
      Grande parte das perguntas está respondida nos posts. Para informações sobre mestrado pode entrar no link das universidades que disponibilizo.
      Para ser médico em Portugal apenas através do processo de equivalência mesmo com mestrado, doutorado, pôs doutorado, se faz necessário, como disse tem tudo explicado. Tire um dia e leia o conteúdo com calma.
      Boa sorte!

      Curtir

  33. Carolina disse:

    Boa tarde, fatima, meu marido e cirurgiao plastico e eu sou medica clinica, segundo sua experiencia vc acha que poderiamos revalidar nosso titulos em.portugal? Obrigada pela atencao. Abracos

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Carolina, como vai?

      Isso é uma caixa de surpresa e depende de muitos fatores. Nào existe certeza, só tentando para saber. Mas como informo no texto, é bem difícil e leva tempo.
      Boa sorte!

      Curtir

  34. Bruno lemos disse:

    Prezada Fátima,

    Diante do processo da equivalência, entendi as etapas. Mas fiquei curioso sobre a residência médica (internato medico) em Portugal, caso queira fazer a residência de cirurgia pediátrica, necessita de pré-requisito ?
    Agradeço desde já

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Bruno!
      Irá cursar 01 ano de ano comum + 5 anos da especilidade pretendida, total 6 anos para ser especilista no que deseja. Aqui ja se entra direto na especilidade, é diferente do Brasil.

      Curtir

  35. Raphael disse:

    Ola Fatima
    Sou brasileiro e tenho cidadania europeiaz
    Formei em medicina e anestesisa no Brasil e tenho o título de especialista na
    Australia
    Vc conhece algum acordo entre PT e AUS do qual me isentaria da provamde
    Equivalência ?
    No estatuto da OM, o artigo 4o, letra d fala do registro de nacional europeu.
    Artigo 114 detatlha isso.

    Curtir

  36. Maria Fernandes disse:

    Olá, Fátima. Muito obrigada pela sua postagem.
    Eu sou médica já inscrita na Ordem dos Médicos portuguesa, mas estou fazendo psiquiatria no Brasil. Sabe se teve algum psiquiatra que conseguiu equivalência da especialidade? E o que necessitamos para a ter, no meu caso?
    Muito obrigada!

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Olá Maria, como vai?
      Cada caso é um caso, como eu falo no post.
      Para maiores detalhes sobre psiquiatria, basta entrar no link que forneço nesse post e entrar em contato com o seu colegiado.
      Boa sorte!

      Curtir

  37. Maria Cristina Cres disse:

    Olá Fátima! Está a par das novas regras de validação de diplomas em Portugal? Com esse novo decreto (Decreto-Lei n. 66/2018 no site da DRE) ainda são necessárias as provas teórico-práticas?

    Curtir

    • Fatima Calani disse:

      Maria, boa tarde.
      Sim, já li esse decreto, imenso e serve para equivalência de diploma de forma geral.
      Hoje temos um processo unificado para as equivalências em Medicina, na minha opinião, as provas se mantém e acho que vão exigir mais alguma coisa, como residir um tempo no país antes de dar início ao processo.
      Coisa que o Brasil solicita e causa indignação na comunidade médica portuguesa, com toda razão.

      Curtir

  1. […] assumir determinado setor. Caso queira ser especialista cá, necessita revalidar a especialidade (explicação) ou fazer o internato (residência). Só existem essas […]

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: